segunda-feira, 14 de abril de 2014

Resenha #18 O Projeto Rosie

Título: O Projeto Rosie
Autor: Graeme Simsion
Editora: Record
Número de páginas: 319
Classificação: 4 estrelas 
Sinopse: Para se ter a vida de Don Tillman, não é preciso muito esforço. Às terças-feiras come-se lagosta com salada de wasabi (seguindo um roteiro com refeições padronizadas que evitam o desperdício de ingredientes e de tempo no preparo); todos os compromissos são executados de acordo com o cronograma – alguns minutos reservados para a prática do aikido e do caratê antes de dormir; uma hora para limpar o banheiro; três dias da semana reservados para suas idas à feira – e se, apesar dessa programação, algum desagradável contratempo surgir em sua rotina, não há nada que não possa ser solucionado com meia hora de pesquisa científica.
Exceto as mulheres.
Até o momento, a única coisa não esclarecida pelos estudos no campo de atuação de Don, a genética, é o motivo para sua incapacidade de arrumar uma esposa. Uma namorada ao menos? Ou até mesmo uma amiga para somar ao seleto grupo de amigos de Don, formado por Gene, também professor na universidade, e a mulher dele, Claudia, psicóloga e esposa muito compreensiva.
Para solucionar esse problema do modo mais eficaz, Don desenvolve o Projeto Esposa, um questionário meticuloso que irá ajudá-lo a filtrar candidatas inadequadas a seu estilo de vida: fumantes JAMAIS, e mulheres que se atrasam por mais de cinco minutos ou que usam muita maquiagem estão fora dos critérios pouco flexíveis que o levarão à mulher ideal.
O único problema é que um questionário desse tipo exige tempo e dedicação, duas coisas que começaram a diminuir exponencialmente no cotidiano de Don desde que ele conheceu Rosie: fumante, vegetariana e incapaz de chegar na hora marcada. Ou esse era o único problema até Rosie entrar na vida de Don e – despretensiosamente, uma vez que ela nunca se candidatou ao Projeto Esposa – mostrá-lo que a mulher ideal não existe, mas o amor, sim.



Comprei esse livro num impulso, tinha ouvido muitos comentários, mas não tinha ideia de como a história iria se desenvolver nem como era a personalidade dos personagens. Então foi uma compra “as cegas”, a capa muito bonita, o tamanho e outras coisinhas me atraíram completamente (risos). Então fui ler...

De inicio eu não estava gostando, achei o protagonista muito chato, metódico, um pouco ranzinza, cheguei até comentar no facebook e muitos amigos que já tinham lido me incentivaram a continuar... Assim fiz e bom, vocês vão saber agora minha opinião ;)



O Projeto Rosie é um romance muito nerd (isso não é ruim, eu sou nerd então me identifico), o Don é um professor de genética muito gato, com tudo para ser um sucesso entre as mulheres... mas não é! Na verdade ele não é um sucesso com quase ninguém... é só observar a quantidade de amigos que ele possue. A grande questão do livro é que ele decide que está na hora de se casar. Então ele cria o “Projeto Esposa” que nada mais é que um questionário para ajudá-lo nessa busca... Até conhecer Rosie.

Rosie não é nada do que Don procura numa mulher (segundo o questionário), mas por circunstâncias da história (no spoilers nessa resenha), é impossível eles ficarem separados, e esses dois passam por cada situação que me renderam algumas gargalhadas... Eles se tornam amigos e “parceiros de crime”, e Don com todo seu jeito sem jeito acaba conquistando uma nova amiga.

Eu gostei muito desse livro, com o desenvolvimento você vai percebendo o motivo das particularidades de Don e como o furacão Rosie transforma a vida dele. É realmente um livro adorável e muito gostoso de ler. Não desanime por conta da personalidade inicial do Don, eu o perdoei totalmente no final (risos) e me apaixonei por ambos.

E o mais gostoso é perceber que é um romance muito bem trabalhado! Graeme Simsion fez um grande trabalho com esse livro nos contando a história de Rosie e Don! Parabéns! Minha crítica fica para a editora, a capa ficou realmente linda e atrativa, mas existem muitos erros gramaticais no livro, me decepcionou muito a falta de cuidado nessa parte porque as falhas não são imperceptíveis ou irrelevantes! Uma revisão mais cuidadosa resolveria tudo.

Espero que tenham gostado da resenha.
Beijos e até a próxima.