quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Resenha #176 Tudo Por Amor (Segundas Oportunidades #2)

Título: Tudo Por Amor
Série: Segundas Oportunidades
Ordem: 2
Autor: Judith McNaught
Editora: Bertrand Brasil
Gênero: Romance
Páginas: 600
Ano: 2016
Classificação: 5 estrelas

Sinopse: Professora respeitada em sua pequena cidade no Texas, Julie Mathison vive apaixonadamente seus ideais. Criada num lar adotivo, a jovem sente-se determinada a retribuir todo o amor e a bondade recebidos. Nada, nem ninguém, seria capaz de destruir a vida perfeita que havia alcançado. Depois de fugir da prisão, Zachary Benedict, um ex-ator e diretor que teve a vida e a carreira destruídas após ser equivocadamente condenado pela morte da mulher, sequestra Julie e a força a levá-lo a seu esconderijo nas montanhas do Colorado. Nenhum dos dois poderia imaginar que estariam embarcando na viagem de suas vidas...


Aviso: Apesar de fazer parte de uma série, não há necessidade de ler na ordem, as histórias são independentes apesar de aparece o casal do primeiro livro bem rapidamente.

Olá, olá!

Estou de volta hoje com a resenha de Tudo Por Amor, romance da melhor qualidade como não se acha com facilidade atualmente...

O livro conta a história de Julie, uma jovem professora de uma cidade pequena. No final da infância ela foi adotada por um casal muito bondoso que a criou com todo o amor que ela não recebeu nos primeiros anos de sua vida. Tudo na vida de Julie é praticamente perfeito, ela é uma cidadã modelo, amada por todos em sua cidade e uma mulher que faz a diferença através de seus projetos sociais.

Nem em seus sonhos mais loucos Julie poderia imaginar que sua vida estava prestes a mudar completamente! Durante uma viagem ela se torna refém de Zachary Benedict, um fugitivo da polícia que também é um ex-ator e diretor mundialmente famoso.


“Os animais não podem mudar, mas as pessoas, sim, Julie. Por isso que o Senhor nos deu uma consciência e vontades. Se você quiser ser uma boa garota, tudo o que tem que fazer é agir como tal. Decida-se!”

Zac é acusado de assassinar a esposa durante as gravações de um de seus filmes após descobrir uma traição. Ele é condenado e após cinco anos, ele decide que fugiria ou iria morrer tentando. No meio de sua fuga, por circunstâncias do destino, acaba sequestrando Julie e então começa a aventura que vai mudar a vida de ambos.

Tudo Por Amor é quase um romance épico, ele conta a história dos nossos protagonistas desde muito cedo até culminar nos eventos principais do livro. Judith McNaught não tem medo de escrever e escrever muito. Ela nos oferece um belo panorama que nos leva a entender porque cada um dos personagens age de determinada forma específica.

“Ela morria de medo das nuances sutis e cambiáveis da voz dele. Até então, nunca havia conhecido alguém que conseguisse dizer tanta coisa a partir de mudanças imperceptíveis na voz, nem tinha ouvido uma voz como aquela em sua vida.”

A Julie é doce, bondosa..., mas não é boba, sua personalidade confronta tudo aquilo que Zac acredita não existir na humanidade. Eu adorei isso porque o Zac tem uma personalidade mais fria, um tanto manipulador e cínico, Ele sofreu maus bocados na vida e conhecer Julie o transforma. É então que, no meio das montanhas do Colorado, um romance começa a existir.

Eu adorei o livro, são 600 páginas deliciosas de romance. O livro tem começo, meio e fim com espaço para o desenvolvimento dos personagens secundários, algo que vocês sabem que eu amo!!

Minha vida de leitora começou com livros de aventura, li muitos assim durante a infância, mas na adolescência fui picada pelo bichinho do romance e engoli várias história da Nora Roberts que é mestre nesse gênero, mas infelizmente tenho visto um empobrecimento na qualidade desse gênero atualmente, muitas histórias que parecem uma cópia da outra e que pecam em criatividade e qualidade narrativa... devo dizer que alguns autores me parecem preguiçosos ao escrever seus livros. Triste porque quem perde é o leitor.

Em Tudo Por Amor não tem nada disso, como eu disse a Judith não tem medo de escrever e escreve com tamanha qualidade que você não vê o tempo passar e num instante acabou o livro. É fato que nem tudo são flores, o mocinho pode ser bem irritante as vezes, mas não é nada que não possa ser superado. A história é empolgante, o desenvolvimento é maravilhoso e ao final você fica emocionado com a bela lição de vida dada por Julie.

Sobre a edição, a Bertrand Brasil arrasou, o livro é muito bem diagramado e eu acho essa capa linda. Não encontrei erros ou outros problemas. A fonte é um pouco menor do que me agrada e mesmo com meu óculos, logo a minha vista cansava e eu tinha que parar a leitura. Não considero isso um grande problema até porque são 600 páginas e o livro já é um tijolo, então está tudo ok rs.

Só sei que vou começar a montar a minha coleção dos livros da Judith McNaught e se você é fã de romance, deveria começar a fazer o mesmo!

“Eu costumava ter medo
E agora tenho orgulho.
O mundo era escuro
E agora é resplandecente.
Eu andava encurvada
E agora ando de cabeça erguida.
Eu tinha sonhos.
Mas agora tenho esperança.
Graças a Julie.”

Não deixe de comentar com a sua opinião sobre a resenha!
Até breve!