sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Resenha #180 O Lobo e a Pomba

Título: O Lobo e a Pomba
Autor: Kathleen E. Woodiwiss
Editora: BestBolso
Páginas: 496
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance Histórico
Classificação: Barbara: 3; Michelli: 1; Raquel 3 estrelas.

Sinopse: Autora de mais de 13 best-sellers, Kathleen E. Woodiwiss (1939-2007) revolucionou o romance histórico moderno ao criar personagens inesquecíveis e tramas repletas de paixão. O lobo e a pomba se passa na Inglaterra, em 1066. As forças normandas invadem o território saxão. Impotente, a jovem Aislinn assiste à destruição de tudo o que lhe é precioso. Quando Sir Wulfgar chega para assumir a posição de novo senhor das terras do pai de Aislinn, ela descobre que seu maior inimigo pode ser o próprio coração.
Na Inglaterra, no tempo dos druidas, houve certa vez um guerreiro de grande coragem que desafiou e venceu os deuses em combate, como punição, foi transformado em lobo de ferro.
Segundo a lenda, nos momentos em que a guerra assola a Terra, o lobo volta à vida na forma de um guerreiro ousado, invencível e imortal. Como agora, quando normandos e saxãos entram em conflito em Darkenwald e a vida da bela Aislinn depende da concretização da profecia.
Filha de um nobre assassinado pelos invasores, Aislinn é a sofrida heroína de o Lobo e a Pomba.



Hey pessoal, estamos de volta com as resenhas triplas! #comemoraaaa

Esse ano decidimos fazer algo diferente para definir os livros que leríamos juntas, antes era tudo bem aleatório, mas agora resolvemos organizar. Cada mês uma das GeLs vai escolher um livro e todas leremos juntas, então fizemos um sorteio para o primeiro trimestre e calhou de eu ser a primeira a escolher.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Resenha #179 As Cordas Mágicas

Título: As Cordas Mágicas
Autor: Mitch Albom
Editora: Arqueiro
Páginas: 352
Gênero: Ficção / Literatura Estrangeira / Romance / Música
Classificação: 6 estrelas


Sinopse: Francisco Presto nasceu numa pequena cidade da Espanha em plena guerra civil. Com a infância marcada por tragédias, Frankie se torna pupilo de um professor de música cego, que se dedica a lhe ensinar tudo o que sabe.

Ao completar 9 anos, ele foge para os Estados Unidos carregando consigo apenas seus bens mais preciosos: um violão e seis cordas mágicas.

Com um talento fora do comum para tocar e cantar, Frankie rapidamente alcança o estrelato e influencia o cenário musical do século XX, apresentando-se ao lado de nomes consagrados como Elvis Presley e Little Richards.

No entanto, seu dom se transforma em um terrível fardo quando ele percebe que pode afetar o futuro das pessoas: uma corda de seu violão fica azul cada vez que uma vida é alterada.

No auge do sucesso, assombrado por seus erros e por seu estranho poder, Frankie sai de cena por anos, apenas para ressurgir para um espetacular e misterioso adeus.

Gente, primeiro livro do ano (e da meta!) concluído! Não poderia ter começado melhor, porque meu coração foi arrebatado! Olha, que livro sensacional! Sei que vai soar estranho dizer isso mais, foi música para os meus ouvidos. E não, eu não enlouqueci... ou talvez sim!


 "Aquele rapaz e seu violão 
só precisam de alguns minutos para mudar sua vida."
 

"A chave para aprender música é a humildade, entende? Se você quiser que eu fale sobre Frankie Presto, tenho que começar daí". Assim começo essa resenha, e prepare-se, pois ela será apaixonada, pois ainda não consigo definir o que estou sentindo após essa leitura fantástica além disso.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Desafio de Leitura 2016 + Desafio 2017

Ano novo, metas novas! Mas antes vamos fazer um breve recap sobre o desafio passado... o que vocês acham? Foi fail ou não? Em seguida veja nossa meta do Desafio de 12 livros para 2017.




quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Os Melhores de 2016 #Top3

Hey pessoal! Hora da nossa retrospectiva literária, confira logo a seguir os três melhores livros que lemos em 2016. Para saber mais sobre a nossa opinião é só clicar no nome do livro que irá te direcionar para a resenha. Espero que vocês gostem e nos digam também quais foram os melhores livros que leram em 2016.
Enjoy!





1. Uma Chama Entre as Cinzas - Sabaa Tahir

Para um livro ser considerado uma das melhores leituras do ano, ele precisa mexer de verdade comigo, me tirar o fôlego, o sono, dominar meus pensamentos quase que completamente. Uma Chama Entre As Cinzas fez isso. Eu não queria parar de ler e ao mesmo tempo não queria que acabasse. Sem dúvida foi a melhor leitura do ano!

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Resenha #178 A Irmandade Perdida

Título: A Irmandade Perdida
Autor: Anne Fortier
Editora: Arqueiro
Páginas: 528
Gênero: Romance Histórico, Ficção Histórica, Mitologia
Classificação: 5 estrelas

Sinopse: Diana Morgan é professora da renomada Universidade de Oxford. Especialista em mitologia grega, tem verdadeira obsessão pelo assunto desde a infância, quando sua excêntrica avó alegou ser uma amazona – e desapareceu sem deixar vestígios.
No mundo acadêmico, a fixação de Diana pelas amazonas é motivo de piada, porém ela acaba recebendo uma oferta irrecusável de uma misteriosa instituição. Financiada pela Fundação Skolsky, a pesquisadora viaja para o norte da África, onde conhece Nick Barrán, um homem enigmático que a guia até um templo recém-encontrado, encoberto há 3 mil anos pela areia do deserto.
Com a ajuda de um caderno deixado pela avó, Diana começa a decifrar as estranhas inscrições registradas no templo e logo encontra o nome de Mirina, a primeira rainha amazona. Na Idade do Bronze, ela atravessou o Mediterrâneo em uma tentativa heroica de libertar suas irmãs, sequestradas por piratas gregos.
Seguindo os rastros dessas guerreiras, Diana e Nick se lançam em uma jornada em busca da verdade por trás do mito – algo capaz de mudar suas vidas, mas também de despertar a ganância de colecionadores de arte dispostos a tudo para pôr as mãos no lendário Tesouro das Amazonas.
Entrelaçando passado e presente e percorrendo Inglaterra, Argélia, Grécia e as ruínas de Troia, A irmandade perdida é uma aventura apaixonante sobre duas mulheres separadas por milênios, mas com uma luta em comum: manter vivas as amazonas e preservar seu legado para a humanidade.


"Está tudo lá - dissera ela, como se estivesse respondendo a uma pergunta minha.
- Debaixo da superfície. Basta encontrar."

What a breath of fresh air! Sim, meus queridos, a empolgação foi tanta com esse livro, que não encontrei palavras em português. Essa foi mais um dos nossas leituras conjuntas, na qual eu demorei a embarcar, e quase fiz a Mi vir lá de JF pra Sampa pra puxar minha orelha pessoalmente e me fazer largar a releitura.

Confesso que 2016, para mim, foi muito fail na questão de leituras, tanto que reli muitos livros, mas A Irmandade Perdida foi o último livro do ano que se passou e, meu Deus, não poderia ter terminado o ano melhor.

Mas vamos ao que interessa!