sexta-feira, 24 de julho de 2015

Resenha #102 Tocando as Estrelas (Famous in Love #1)

Título: Tocando as Estrelas
Autor: Rebecca Serle
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 224
Classificação: 2 estrelas
Sinopse: Quando Paige Townsen deixa de ser uma simples aluna do ensino médio para se tornar uma celebridade, sua vida muda do dia para a noite. Em menos de um mês, ela troca as ruas da sua cidade natal por um set de filmagem no Havaí e agora está conhecendo melhor um dos homens mais sexies do planeta segundo a revista People. Tudo estaria perfeito se o problemático astro Jordan Wilder não fincasse o pé em uma das pontas desse triângulo cinematográfico. E Paige começa a acreditar que a vida, pelo menos para ela, imita a arte.


Recebi Tocando as Estrelas de parceria com a Novo Conceito e escolhi esse em especial no escuro. Tenho me surpreendido no bom sentido, quando leio livros assim sem conhecer ou sem ter lido a sinopse, pena que esse não foi o caso. De cara achei que era sobre música, isso quando eu não sabia quase nada sobre o livro e gostei da surpresa quando descobri que tem a ver com cinema. E mais, com algo que muitos leitores adoram.

Paige Townsen é uma garota de 17 anos que desde criança sonha em ser atriz. Ela gosta de ler roteiros de cinema e está sempre participando de peças escolares. Todo mundo tem seus talentos natos e o dela é o teatro. Sendo a caçula de 4 irmãos ela se sente um pouco a margem e a família não leva a sério essa ambição dela de ser atriz. Paige tem dois amigos próximos, Cassandra e Jake. Cassandra é aquela amiga que eu acho que todo mundo tem, antenada na vida dos artistas e bem humorada. Jake é um ativista, inteligente, o bom amigo.

A vida de Paige muda quando ela vê um anuncio de testes para a adaptação cinematográfica do livro Locked, um dos favoritos de sua amiga Cassandra. Uma trilogia de sucesso internacional sobre a adolescente August que se vê envolvida em um triangulo amoroso com seu namorado Ed e sua grande paixão Noah, após um acidente de avião que a deixa em uma ilha misteriosa. Ela se faz de desinteressada mas lê o livro e acaba fazendo o teste com Rainer primeiro contratado que é filho do produtor do filme e desde criança atua em grandes produções.

Logo ela está no Havaí.



A história se desenrola durante as filmagens, no início ela enfrenta dificuldades com o diretor que é bem exigente, e ela vê que não é tão fácil assim atuar. Rainer é um cara fofo, atencioso e está sempre lhe apoiando durante as cenas. Os dois desenvolvem uma boa relação e se deixam levar pela atração forte.

Tudo corre tranquilamente até que Jordan a terceira ponta do triangulo aparece. O cara é conhecido como o bad boy entre as celebridades e tem um assunto mal resolvido com Rainer. Paige fica no meio daquele fogo cruzado ao mesmo tempo que flui uma inexplicável química entre ela e Jordan. Ela se mantém firme ao lado de Rainer mesmo sem conhecer o que rolou entre eles, mas luta com o que sente a respeito desse cara nada simpático. No meio disso tudo, Paige se afasta dos amigos (mimimi), tem um desentendimento com a mãe e no fim precisa escolher entre Jordan e Rainer com a estréia do filme próxima em meio a pressão de jornalistas e fãs.

O finalzinho é meio como assim? Mas é só voltar ao prologo que as coisas vão fazendo mais sentido e não sei dizer se gostei ou não de como tudo se encaixa. No fim Paige conseguiu me fazer sentir algo e não foi muito positivo.

Os personagens secundários são sem graça, as pessoas que trabalham no set e ajudam Paige, os amigos e a família não tem muito destaque, não me fizeram sentir nada e a narrativa não empolga.Não consegui torcer pra nenhum dos garotos, a autora tentou dar um ar de mistério para o Jordan que não colou rs talvez devesse ter um terceiro, e esse teria me convencido.

Quando ela não está nadando, são poucas partes atuando e menos ainda na companhia dos atores fora do set pra ficar crível esse envolvimento romântico.
Achei que a Paige ficou deslumbrada demais, ok quem nunca? Mas não senti firmeza nos sentimentos dela por nenhum dos dois.

É uma leitura tranquila e o livro curtinho, pra se ler em uma sentada só.
A parte que mais gostei foi a conversa que ela teve com a mãe, e pra essa parte ser minha favorita em um romance, deixo pra que vocês tirem as conclusões.

Bem não funcionou pra mim, a ideia da personagem se apaixonar dentro e fora do set por um dos atores ou pelos dois rs é legal mas achei superficial e chatinho, parece com um filme das gêmeas Olsen ou outro filme teen da Sessão da Tarde sem as partes engraçadas.

Essa história é uma trilogia, "Famous in Love" ,"Truly, Madly, Famously" e o último ainda sem título definido. E conta ainda com extra, uma especie de spin off que é o livro dentro do livro "Locked", mas não sei se a editora tem planos de publicar esse também.

Destaque vai pra edição. A Novo Conceito fez um ótimo trabalho com diagramação e com detalhes que deixaram o livro com a cara da história.

Como sempre uso gifs pra mostrar no geral o que achei do livro...