quarta-feira, 11 de março de 2015

Resenha #83 A Mais Pura Verdade

Título: A Mais Pura Verdade
Autor: Dan Gemeinhart
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224
Gênero: YA
Classificação: 5 estrelas

Sinopse: A Mais Pura Verdade - Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.
Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.
Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.
Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça. 
A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.


“A Mais Pura Verdade” foi o primeiro livro que recebemos de parceria aqui no blog, primeiro a prova e depois a edição completa. Eu fiquei bastante animada com a história e ao mesmo tempo receosa para descobrir qual aventura iria se desenrolar...

Nós conhecemos Mark, uma criança como outra qualquer que tem um cachorrinho extremamente fiel, uma melhor amiga atenciosa e pais amorosos... mas essa vida aparentemente perfeita não é tão perfeita assim. Nós descobrimos no primeiro capítulo que Mark está fugindo de casa, os motivos ainda não são muito certos, porém fortes o suficiente para fazê-lo abandonar todos, menos o seu cãozinho Beau.

“A montanha estava me chamando. Eu tinha que fugir. E como tinha...”


Eu não vou entrar em detalhes sobre os motivos que levaram Mark a ingressar nessa aventura, mas eles são fortes o suficiente para ele partir e não olhar para trás. A cada página virada é impossível não se apaixonar por esse garotinho que mesmo sendo tão novo é capaz dos sentimentos mais avassaladores e ainda nos leva a sentir tudo junto com ele.

“De vez em quando, mesmo as respostas certas parecem erradas, se você não gosta da pergunta. Essa é a mais pura verdade.”

Em muitos momentos me senti angustiada com tudo o que Mark vivia, cada situação que ele foi enfrentando me apertava muito o coração! Eu li esse livro durante as minhas eternas viagens de ônibus (faculdade-trabalho-casa) e provavelmente os outros passageiros perceberam minhas reações durante a leitura. É impossível não reagir ou segurar as lágrimas principalmente nas últimas páginas.

“Ela falava com ele, mesmo através da distância e da tempestade, que molhava e agitava sua janela; conversava por meio do amor que sentia pelo amigo, que estava vagueando só Deus sabe por onde. Ela podia até senti-lo. Esse era o tipo de amizade que tinham. Ela sentia a dor dele.

Eu amei essa história, amei Mark e Beau. Amei a Jessi – melhor amiga do Mark. Amei esse livro do inicio ao fim e ainda em março eu posso afirmar que essa foi uma das melhores leituras de 2015!

“Mesmo a muitos quilômetros de distância, um amigo ainda pode segurar sua mão e estar ao seu lado.”



A edição está linda, o livro me surpreendeu pela leveza e para as pessoas que como eu passam bastante tempo no transporte público ou para os que gostam sempre de carregar um livro na bolsa, vão amar. Não dá quase para sentir o peso do livro, sério! A capa é linda e casa perfeitamente com a história e outro ponto positivo é a divisão dos capítulos onde nós temos a visão do Mark em primeira pessoa nos capítulos ‘oficiais’ e da Jessi em terceira pessoa nos ‘meio’ além da quantidade de quilômetros que Mark precisa percorrer ainda. 



















Por fim, só posso agradecer ao Dan Gemeihart por escrever essa história tão linda e emocionante e nos permitir aprecia-la. Para você que está lendo essa resenha, leia esse livro sem pensar duas vezes, até o coração mais insensível vai se emocionar com essa história! Essa é a mais pura verdade.

Até a próxima

xoxo