segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Giro Gel #2 Bienal 2014

Foram dez dias de fortes emoções. Eu, que nunca tinha participado de uma Bienal, posso dizer que minha primeira será inesquecível. Conheci pessoas muito especiais, reencontrei amigos, dei muitas risadas, conheci autores incríveis, percebi como a nossa literatura é rica, e como precisamos aprender a dar mais valor para isso.

Sim, foram dias muito cansativos. E sim, o caos teve seus momentos com aquela multidão toda, mas eu não irei dizer que estava desorganizado, pois imagino o quão difícil deve ser organizar um evento desse porte. Poderia ficar aqui falando sem parar sobre como eles poderiam ter feito ou deixado de fazer tal coisa, e isso não mudaria nada. Então irei falar apenas que CADA SEGUNDO VALEU A PENA. É lindo demais ver tanta gente que nutre um amor tão grande por livros como você. Sem dúvida, existiram momentos mágicos nessa Bienal.



Claro que não consegui comprar todos os livros que queria, e claro que não consegui entrar em todos os stands que queria, mas fiz de um deles, em especial o meu norte, a minha casa. Sim, e esse era o stand mais lindo de todos: GRUPO EDITORIAL NOVO CONCEITO. Gostaria de agradecer por tudo que vocês fizeram. A equipe está de parabéns pelo trabalho, pela simpatia, pelo bom humor. Mesmo morrendo de cansaço, vocês continuavam lá, fazendo um trabalho incrível apesar dos pesares.

E claro que tivemos muitos autores divos por lá, mas eu não consegui chegar perto de nenhum, pois foi uma loucura. Vi Harlan Coben de perto, vi Cassandra Clare pelo telão (e me emocionei), e não vi Kiera Cass, mas ouvi o barulho dos fãs histéricos.

Infelizmente, não posso dizer coisas muito boas de alguns fãs da Tia Clare, devido à falta de educação com que tratavam as pessoas ao seu redor. Sem dúvida, foi o evento mais histérico do século. Ela não falava nem duas palavras e a loucura começava. Pessoas foram pisoteadas, empurradas, desmaiaram, foram parar no hospital. Mas entre mortos e feridos, salvaram-se todos.

Carina Rissi foi uma guerreira ao autografar tantos livros, mas eu não esperava menos de uma pessoa tão simpática como ela. Paula Pimenta também teve momentos de fãs apaixonados e dedicados. Assim como tantos outros autores famosos. Uma pena que sou apenas uma e não consegui estar em todos os lugares ao mesmo tempo.

Teve tantas coisas legais nessa Bienal, tantos autores novos e simpáticos. Tantos eventos de blogueiros. Muitos brindes. Enfim, muita coisa boa. Teve lançamento de A-LII, da Ana Macedo, no stand da Literata; teve bate-papo com a fofíssima Lucinda Riley, na Novo Conceito. Teve encontro de blogueiros, com muitas risadas. Teve bate-papo com os autores nacionais da Novo Conceito.

Foi sensacional ver alguns dos autores mais aclamados da nossa literatura atual, tietando outros autores também. Foi muito legal mesmo ver isso!

Resumindo: Foi uma loucura. Foi bom demais. Foi cansativo, mas valeu a pena. Já estou com saudades!
Acredito que meu momento favorito, foi ouvir os gritos de comemoração quando a Bienal acabou. Foi lindo sentir a emoção de dever cumprido desses guerreiros que aguentaram firmes todo esse tempo.