terça-feira, 2 de setembro de 2014

Resenha #53 Cidade dos Anjos Caídos (Os Instrumentos Mortais #4)

Título: Cidade dos Anjos Caídos
Autor: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Classificação: 4,5 estrelas
Sinopse: A guerra acabou e Caçadores de Sombras e integrantes do submundo parecem estar em paz. Clary está de volta a Nova York, treinando para usar seus poderes. Tudo parece bem, mas alguém está assassinando Caçadores e reacendendo as tensões entre os dois grupos, o que pode gerar uma segunda guerra sangrenta. Quando Jace começa a se afastar sem nenhuma explicação, Clary começa a desvendar um mistério que se tornará seu pior pesadelo.



Sabe aquele livro que você vai lendo e tem a sensação de que algo muito ruim vai acontecer em algum momento?... CdAC é esse livro!

Cheguei ao quarto livro da maratona TMI e essa foi minha primeira leitura, tudo totalmente inédito, e eu fiquei louca! Vou explicar os motivos:

1. Primeiro, muitas pessoas do meu facebook me falaram que esse livro era o mais chatinho da Cassie Clare, então as expectativas não estavam lá no alto e ao mesmo tempo estavam! Eu queria muito saber como essa mulher ia dar continuidade a história após CdV.



2. Segundo, o meu tempo de leitura diminuiu consideravelmente. Faculdade + estágio + curso e um monte de outras coisas me impediram de ler tanto quanto eu queria, então CdAC foi meu parceiro durante as longas viagens de ônibus... (momento vergonha alheia porque chorei no transporte público enquanto lia... :x). Enfim, cada página foi muito bem apreciada e se todas as pessoas que falaram que esse livro era fraco... minhas expectativas para os dois últimos estão nas alturas!!!


Bora falar da história.

Lembram que na resenha anterior eu cheguei a comentar que a Cassandra nos fazia querer saber mais sobre seus personagens secundários? Pois é, nessa quarto livro, nós temos um foco mais em outros personagens, no caso o Simon. Nosso vampirinho ganha um destaque extraordinário, no inicio não teve tanto apelo pra mim, mas depois fui gostando.

Simon se torna um ser muito desejado após os eventos finais de CdV, ele vive então os complexos de ser vampiro, tentar ter uma vida normal e lidar com a vida amorosa complicada... mas ele não é normal, um vampiro nunca será apenas normal. Imaginem então a confusão que a vida dele está nesse livro.

"- Não é isso que significa o amor? Que deve estar presente para a outra pessoa, independentemente de qualquer coisa?
- Às vezes, Clary, o amor não basta."

Cheguei a comentar também sobre a Cassandra revisitar personagens anteriores... ela também faz isso nesse livro e muito bem! Uma pessoa que eu nunca imaginei que fosse aparecer/reaparecer na história, volta com tudo para balançar relações... Ui



Jace e Clary estão vivendo uma espécie de 'lua de mel' adolescente (?!), tá tudo muito bom, tá tudo muito bem, mas realmente, realmente... Opa, lugar errado!



É fato, protagonistas precisam sofrer, e com Jace e Clary não poderia ser diferente. As decisões de Clary em CdV cobram seu preço em CdAC, e é hard pessoal.

"O tipo de amor que pode incinerar o mundo ou erguê-lo em glória."

Analisando o livro de um modo geral, posso dizer que ele é um tipo de "primeiro passo" para algo grandioso que vai acontecer em breve. Esse deve ser um dos motivos pros fãs não gostarem tanto dele, por ser um livro de 'ligamento'. Acontecem muitos eventos que nos prendem a leitura, mas não tem o mesmo nível de emoção dos outros. Eu particularmente adorei! Pelas deixas eu espero grandes coisas para os dois últimos da série e claro, em breve terá resenha deles aqui no blog ;)

Espero que tenham gostado e em breve nos encontraremos \o/

Acompanhe minha maratona e se juntem a mim se quiserem o/