segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Resenha #162 Infinito + Um

Título: Infinito + Um
Autor: Amy Harmon
Editora: Verus
Ano: 2015
Páginas: 336
Classificação: 5 estrelas

Sinopse: Quando duas pessoas se tornam aliadas improváveis e foras da lei quase sem querer, como podem vencer todos os desafios?
Bonnie Rae Shelby é uma estrela da música. Ela é rica, linda e incrivelmente famosa. E quer morrer.
Finn Clyde é um zé-ninguém. Ele é sensível, brilhante e absurdamente cínico. E tudo o que ele quer é uma chance na vida.
Estranhas circunstâncias juntam o garoto que quer esquecer o passado e a garota que não consegue enfrentar o futuro. Tendo o mundo contra eles, esses dois jovens, tão diferentes um do outro, embarcam numa viagem alucinante que não só vai mudar a vida de ambos, como pode até lhes custar a vida.
Infinito + um é uma história sobre fama e fortuna, sobre privilégios e injustiças, sobre encontrar um amigo por trás da máscara de um estranho — e sobre descobrir o amor nos lugares mais inusitados.


Eu fiquei por alguns dias pensando se escreveria a resenha desse livro ou não, quando comecei a ler a intenção era só distração, fiquei sem internet de madrugada então nada de Netflix rsrs. Abri o aplicativo do Kindle no celular e escolhi ler o livro da Amy Harmon. Quem já leu minha resenha de Beleza Perdida sabe o quanto me apaixonei por aquela história e confesso que senti um pouco de receio de acabar não me encantando com outro título da autora. Enfim, comecei ler e não conseguia mais parar!

Infinito + Um conta a história de Bonnie e Clyde. Não, não os famosos foras da lei Bonnie e Clyde, mas a estrela do Pop Country Bonnie Rae e o gênio da matemática Infinity Clyde. Ela é uma estrela que está no auge do sucesso, finalizando uma turnê incrível e acaba de ser indicada ao Oscar por melhor canção original, mas nada disso consegue esconder a verdade: Bonnie está em depressão após a recente morte de sua irmã gêmea idêntica.

Finn também não está no melhor momento de sua vida, ele é um ex-presidiário que está tentando reconstruir a própria vida após viver e enfrentar seus próprios dramas pessoais. Mas reconstruir a vida não é tão simples, e para um homem com a ficha suja é mais complicado ainda...

“Ela sorriu para ele, todo o seu rosto repleto de luz, e ele a perdoou.”

Um encontro em um momento de desespero de Bonnie, leva esse casal, homônimo aos fora da lei, em uma viagem de carro pelos Estados Unidos onde vão viver dias e momentos emocionantes e tensos que vão alterar completamente suas vidas.

Eu não imagina que a Amy fosse conseguir me conquistar tanto quanto me conquistou em Beleza Perdida, mas ela conseguiu. BL ainda é meu favorito, mas Infinito + Um me levou a emoções extremas, ao ponto de após semanas terem se passado e eu já ter lido alguns outros livros, ele ainda continuar comigo e na minha cabeça,  por isso eu precisava escrever e falar sobre ele com vocês rs.

“E ainda tinha muito, muito medo. Medo de amá-la, medo de perdê-la e, principalmente, medo de se perder no processo todo. Mas ele a amava. E esse sentimento era mais forte que todos os outros.”

Muitos vão achar essa história dramática demais, com clichês demais e que poderia ser resolvida muito mais rápido. Mas se fosse assim, não seria tão marcante. A cada capítulo vamos entrando cada vez mais na pele dos personagens e nos envolvendo com a história e aos poucos nos apaixonando pela intensidade de tudo o que eles estão vivendo.

“Mas Finn... eu estava cantando pra você. Só não tinha te encontrado ainda. Você não percebe? De agora em diante, todas as músicas vão ser suas.”

A Bonnie é uma garota incrível, que vem de uma família problemática, mas ainda assim consegue ver beleza e música em quase tudo. O Finn é um gênio mesmo! Ele só quer se reencontrar e não se envolver em mais confusões, mas a Bonnie é um furacão que domina sua vida... rsrs. Eles dois se tornam uma dupla tão apaixonante que eu tenho certeza que ao final, eles vão te marcar como marcaram a vida de várias pessoas que cruzaram seu caminho ao longo da viagem, e tudo o que você irá querer fazer ao final é levantar uma placa com os dizeres:

“Eu Acredito em Bonnie e Clyde”

Não tenho mais o que dizer, só pedir: Leiam! Um livro incrível, com uma história incrível e que deve ser conhecida pelo máximo de pessoas possíveis! Leiam e depois me digam o que acharam!

Até breve \o