sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Resenha #183 Sob a Luz dos Seus Olhos

Título: Sob a Luz dos Seus Olhos
Autor: Chris Melo
Editora: Rocco
Páginas: 320
Gênero: Romance / Literatura Nacional
Classificação: Barbara: 2; Michelli: 1; Raquel: 2

Sinopse: Considerada a “Nicholas Sparks de saia” pelos fãs, por suas histórias românticas voltadas especialmente para o público jovem adulto, a paulista Chris Melo estreia na Rocco, pelo selo Fábrica231, com Sob a luz dos seus olhos. A trama conta a história de Elisa, que embarca para a Inglaterra decidida a começar sua vida adulta, levando na bagagem seus planos e sonhos para o futuro; e Paul, um artista tentando se encontrar e que vive intensamente cada momento. O que poderia ser apenas um encontro casual entre dois jovens tentando achar o seu lugar no mundo se transforma, pelas mãos de Chris Melo, numa profunda jornada de autoconhecimento, superação, perdão e recomeços protagonizada por duas pessoas comuns que experimentam o poder extraordinário do amor. Um presente para quem já é e para quem vai se tornar fã de Chris Melo.


Hey pessoal, última sexta do mês então tem resenha tripla! Em fevereiro lemos no Buddy Read das GeLs esse livro de capa fofa aí em cima rs. Lembrando que roxo é a cor da Barbara, vermelho da Michelli e pink da Raquel. Enjoy


"Esta é a nossa vida, a parte que vale a pena ser contada. Toda a transformação que um ser humano sofreu porque disse sim, toda a magia que só existiu porque, em um dia qualquer, nossos olhos se cruzaram."


Então, sabe aquele livro que você começa a ler cheio de expectativas e acaba com a sua paciência? Pois é. Sinceramente, eu não tenho nem palavras. Sim, eu sei que costumo dizer isso quando o livro é muito bom, mas o que dizer diante de tanta incoerência? Posso falar várias coisas aqui e tentar, com todas as minhas forças, dizer que não é tão ruim assim, mas não seria verdade. - Raquel

Eu prometo, estou tentando ser o mais respeitosa possível enquanto escrevo essa resenha! Não está entendo porque comecei assim? Bom, continue lendo. - Barbara



Entendam, nosso objetivo como blog não é insultar autor nenhum, nem desfazer de sua obra, mas sim analisar de maneira crítica. Fazer o leitor pensar. É claro que opiniões divergem, e essa é a beleza de ser humano: a divergência. Se você leu e amou, respeitamos sua opinião, mas não aconteceu o mesmo conosco. Então, concordemos em discordar. - Raquel

Sob a luz dos seus olhos está ganhando por enquanto o troféu de pior livro que li em 2017. São tanto problemas que me faltaria espaço nessa resenha para descrever todos, mas vamos lá, vamos falar dos principais. - Barbara

Olha, esse livro começou com 3 estrelas e foi perdendo elas pelo caminho, vou contar pra vocês rs.
Comecei a leitura de Sob a luz dos seus olhos achando que se tratava de um romance leve, fofo sem muito drama com personagens queridinhos e tal. Já comecei errado kkkk
Tenho que dizer que não li a sinopse e não conhecia até então a fama da autora como “Nicholas Sparks de saia”, se soubesse eu teria me preparado para o que iria encontrar. - Michelli

E vamos ao que interessa. - Raquel

Elisa é uma mulher de 29 anos que parece ter uma vidinha meio sem sal e sem pimenta, com um peguete legal mas que ela não pretende tornar nada sério, uma vida sem muitas expectativas até que um email muda tudo e da uma boa sacolejada nela. O email é de um cara chamado Paul que ela conheceu a uns anos atrás e é aí que o leitor fica curioso pra saber o que rolou entre os dois pois a Elisa que conhecemos atualmente não é a mesma Elisa que conheceu o Paul, então senta que lá vem história. - Michelli

Sob a luz é um romance nacional que conta a história de amor entre Elisa e Paul, ela brasileira e ele inglês. Tudo começa com a mocinha relembrando o começo desse romance 6 anos após seu último contato com Paul. - Barbara

Uma jovem Elisa consegue um estágio em uma editora na Inglaterra, é lá que ela conhece o amor de sua vida, Paul é um jovem aspirante a ator que está lutando para ser reconhecido. É na chuvosa Londres que o amor deles floresce... A vida segue, muitas coisas acontecem e vamos acompanhando a vida de ambos até sua morte. - Barbara

Parece bonito não? Mas não é. - Barbara

Então gente... eu odiei o livro.
Eu tentei comprar a história do casal sabe, tentei mesmo. O inicio pareceu super fofo apesar de fraco. Como eles se conhecem, o fato do cara não sair da cabeça dela e depois o breve reencontro.... aí a autora colocou algo tão bobo pra fazer esses dois terem a chance de conviver e se conhecer que perdeu um pouco o encanto. Ok, daí pra frente temos o casal em uma eterna lua de mel até que... BOMBA! Agora aparece o primeiro contratempo na vida do casal, falo contratempo poque foi assim que a autora tratou disso, um CONTRATEMPO. Ela despejou uma noticia bombástica mas o modo como desenvolveu isso foi tão superficial que mais pareceu um joelho ralado, soprou, passou. - Michelli

O livro é fraco, tem diversos problemas de narrativa e um drama excessivo que me fez revirar os olhos quase o tempo inteiro.
O primeiro conflito é a separação forçada do casal. No início o leitor pensa que aconteceu algo muito importante que separou os dois, mas não. O motivo da separação deles é tão nonsense que... mas até isso da pra comprar. É um motivo com justificativa idiota sim, mas relevamos.
Recapitulando: casal se conhece, se apaixonam, juram amor eterno, um problema acontece, eles se separam, seis anos depois se reencontram e aí já foi metade do livro. Quando cheguei a metade da história e vi que o conflito inicial tinha se resolvido na velocidade da luz meu primeiro pensamento foi: ferrou, o que vão inventar agora?!?! - Barbara

Não falarei nem da história em si, pois minhas amigas já falaram até demais. Apontarei apenas os pontos críticos do livro como um todo.
A autora começou bem. A história era crível enquanto eles se conheciam, mas ela levou o casal a um nível clichê demais! Para piorar a situação, ela jogou uma situação bombástica logo no início, tratou como algo banal, e arrastou as consequências disso por boa parte do livro. Sim, arrastou! O casal não despertou nenhum tipo de simpatia, eu torci contra algumas vezes. E no final, meu Deus, que drama! - Raquel

Aí as coisas vão acontecendo super rápido que você para e pensa: Ué, se esse não era o grande conflito na vida do casal que merda ainda vem por aí? É como se o livro te pegasse pela mão e então você entra em uma corrida na vida desse casal até o final. E no meio disso tem declarações de amor o tempo todo que chega a cansar, além das bombas de drama uns mini dramas bem desnecessário e incoerentes envolvendo terceiros que você fica... - Michelli



Cheguei no capitulo 18 e o que era para despedaçar o coração do leitor me levou a uma onda de risadas por uns dois minutos, sério gente, eu ri alto. O jeito que a autora joga os dramas no livro sem mais nem menos e como desenvolve isso é tão superficial que eu não consegui imergir na história, me agarrar aos personagens, não consegui torcer e me emocionar, passou tudo muito batido. - Michelli

Não vou mais falar sobre a história pra evitar mais spoilers, mas o que senti enquanto ia lendo é que a cada página ia ficando pior. A história vai correndo, os anos vão passando e o final é quase um tiro de misericórdia, eu não aguentava mais ler e só fui até o final porque era o livro do mês do BR das GeLs! - Barbara

Um ponto eu dou pra ela que conseguiu me surpreender bastante mas não de forma positiva. Eu realmente não esperava os rumos que essa história tomou, foi tanta coisa kkk começou um romance gostosinho e depois quase virou um livro policial. - Michelli

Eu preferiria que a relação do casal fosse melhor desenvolvida, se víssemos as pequenas coisas do dia a dia do que anos e anos de uma narrativa do tipo: "Ele era compreensivo, conseguíamos nos entender em tudo. Ele era minha alma gêmea" bla bla bla bla bla. Já entendemos que o amor de vocês é incrível, mas até os perfeitos brigam!!! E são essas brigas, CONFLITOS, que tornam um livro interessante. - Barbara

Foi excessivamente chato. Boring. Eu torci muito para que o rumor do fim do livro fosse verdade. I wish! Me explica como alguém consegue arrastar tanto uma história? Tudo que eu conseguia fazer era revirar muito os olhos.
A verdade é que a história tinha elementos muito bons, mas faltou desenvolvimento. Foi algo corrido, que não deu importância a situações que exigiam isso e que, se tratadas com atenção, despertariam outro tipo de sentimentos no leitor. 
Faltou química, faltou desenvolvimento, faltou tudo! - Raquel

Não consegui me apaixonar pelo casal, tem até umas frases bem bonitas mas que não conseguiu me fazer entrar na história. Eu não acreditava na Elisa e no Paul como um casal que não suportaria viver afastados um do outro.
Li um YA bem bobinho enquanto lia esse livro e nele eu consegui sentir mais a angústia de ambos quando o amor deles foi provado do que quando o mesmo aconteceu entre Elisa e Paul. - Barbara

Quando cheguei ao finalzinho a história ficou extremamente deprimente, a autora teve a chance de finalizar esse livro em vários momentos, poderia ter terminado no capitulo 16 e ficado com duas estrelas kkk mas continuou com o drama forçado e isso foi se desgastando tanto que no fim eu já não suportava a Elisa. - Michelli

Duas estrelas porque consegui ler até o final e por causa de algumas quotes. Mas não indico, odeio dizer isso mas não indico mesmo. - Barbara

Algumas quotes foram muito boas, mas só algumas mesmo. Nem dá para colocar uma estrela por isso. O epílogo é um destaque. Acredito que seja a única coisa que se salve de tudo, e foi o responsável por uma estrela a mais do que eu pretendia. Infelizmente, não recomendo. - Raquel

Essa foi uma história que não me ganhou, geralmente ao final de um romance a gente se pega desejando esse tipo de amor, conexão, comprometimento por mais merdas que aconteçam pelo caminho mas o romance de Paul e Elisa não conseguiu isso.
Ano passado ou retrasado eu diria: Ué se quiser ler, leia. Mas hoje eu digo pra passar longe desse livro.
Resumindo a pessoa aqui se sentiu trollada por esse livro kkk - Michelli