quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Sobre Primeiros Beijos #11

Hey, a coluna mais beijoqueira e apaixonante desse blog está de volta! A primeira edição de 2017 está recheada de beijos para te inspirar e se apaixonar... Não deixe de conferir nossas edições anteriores aqui. Agora aperta play aí e vem comigo.





E simplesmente se beijaram. Docemente, lentamente. O corpo dela jamais havia esquecido o dele, ela passou os braços ao redor do pescoço dele, os dedos dele escorregaram naturalmente pelo cabelo dela, e ela sentiu um rugido no ouvido. Mason puxou-a para si, e ela cedeu com vontade.

Annajane e Mason – Paixão de Primavera










Recobrando o fôlego, Aislinn entreabriu a boca, que foi fechada imediatamente pelos lábios ardentes de Wulfgar. (...). Wulfgar pôs a mão na nuca de Aislinn, forçando os lábios dela contra os seus, machucando, procurando, exigindo. Aislinn sentia o coração dele batendo forte contra seu peito e o corpo firme e ameaçador. Wulfgar a abraçava pela cintura, e a mão na cuca parecia capaz de esmagar sua cabeça. Mas nas profundezas desconhecidas de seu ser uma fagulha se acendeu e subiu, despertando sua mente e seu corpo da fria reserva, escaldando, fundindo os dois num torvelinho de sentidos.

Aislinn e Wulfgar – O Lobo e a Pomba








Ela está inclinada para a frente. Em seguida, seus lábios deslizam sobre os meus, abertos, macios e indulgentes. Nossos dentes se encostam e ela tem gosto de todos os pensamentos sombrios que já tive. Foi com esse beijo que fantasiei quando tinha 14 anos e mesmo depois disso, mesmo quando eu sabia que era doentio pensar nela – o beijo que eu quis e nunca dei e, agora que está acontecendo, não consigo parar.

Lila e Cassel – Gata Branca













Nosso beijo é tudo, menos tímido. Seus lábios pressionam intensamente os meus, que retribuem da mesma forma. Nossas bocas se abrem. As línguas se encontram. Estamos sedentos, ávidos. Mesmo de olhos fechados, o contorno de seu corpo surge diante de mim, iluminado pelo espetáculo que acontece lá fora. Ilumina, escurece, ilumina, escurece. Ele tem gosto de champanhe. De desejo. Josh tem o gosto dos meus desejos mais profundos finalmente realizados.

Isla e Josh – Isla e o final feliz.













Então David cedeu ao impulso que vinha minando sua força de vontade o dia inteiro. Ele a estreitou em seus braços e a beijou. Foi um beijo longo, selvagem e faminto. Kate emitiu um leve murmúrio de protesto, pouco antes de tombar de costas contra o batente da porta. Quase imediatamente David sentiu-a retribuir, seu corpo se amoldando contra o dele. Era um encaixe perfeito. Absolutamente perfeito. Ela enlaçou seu pescoço, ele forçou os lábios dela a se abrirem e o beijo se tornou desesperado e urgente. O gemido de Kate provocou uma doce agonia de desejo no estômago de David.

Kate e David – O fio do bisturi








Até a próxima!
:*