segunda-feira, 30 de maio de 2016

Resenha #149 Dama da Meia-Noite


Título: Dama da Meia-Noite
Série: Os Artifícios das Trevas
Volume: 1
Autor: Cassandra Clare
Páginas: 574
Editora: Galera Record
Gênero: Jovem Adulto, Fantasia, Paranormal
Classificação: 5 estrelas


Sinopse: Em um mundo secreto onde guerreiros meio-anjo juraram lutar contra demônios, parabatai é uma palavra sagrada. O parabatai é o seu parceiro na batalha. O parabatai é seu melhor amigo. Parabatai pode ser tudo para o outro mas eles nunca podem se apaixonar. Emma Carstairs é uma Caçadora de Sombras, uma em uma longa linhagem de Caçadores de Sombras encarregados de protegerem o mundo de demônios. Com seu parabatai Julian Blackthorn, ela patrulha as ruas de uma Los Angeles escondida onde os vampiros fazem festa na Sunset Strip, e fadas estão à beira de uma guerra aberta com os Caçadores de Sombras. Quando corpos de seres humanos e fadas começam a aparecer mortos da mesma forma que os pais de Emma foram assassinados anos atrás, uma aliança é formada. Esta é a chance de Emma de vingança e a possibilidade de Julian ter de volta seu meio-irmão fada, Mark, que foi sequestrado há cinco anos. Tudo que Emma, Mark e Julian tem a fazer é resolver os assassinatos dentro de duas semanas antes que o assassino coloque eles na mira. Suas buscas levam Emma de cavernas no mar cheias de magia para uma loteria sombria onde a morte é dispensada. Enquanto ela vai descobrindo seu passado, ela começa a confrontar os segredos do presente: O que Julian vem escondendo dela todos esses anos? Por que a Lei Shadowhunter proíbe parabatais de se apaixonarem? Quem realmente matou seus pais e ela pode suportar saber a verdade? A magia e aventura das Crônicas dos Caçadres de Sombras tem capturado a imaginação de milhões de leitores em todo o mundo. Apaixone-se com Emma e seus amigos neste emocionante e de cortar o coração no volume que pretende deliciar tantos novos leitores como os fãs de longa data.


“Rogo não deixá-lo, ou voltar após segui-lo;
Pois, para onde fores, irei, e onde estiver, estarei;
Os teus serão os meus, e teu Deus, o meu Deus,
Onde morreres, eu morrerei, e lá serei enterrado.
O anjo o fez para mim, mas também, 
nada senão a morte partirá a mim e a ti.”
- Juramento Parabatai


Uma história absurdamente incrível, que nos faz mergulhar de cabeça, mais uma vez, no universo shadowhunter. Em Dama da Meia-Noite, Tia Clare nos mostra Emma e Julian após a tragédia da Guerra Maligna, causada por Sebastian. No fim de Cidade do Fogo Celestial, conhecemos esses dois ainda pequenos, entrando na adolescência e sendo os melhores dos amigos, não se desgrudando mesmo quando as coisas ruins batem à porta.

Neste livro, Emma ainda vive traumatizada pela perda de seus pais, e continua achando que não foi Sebastian o culpado por suas mortes, mas sim outra coisa. Ela dedica seu tempo e energia à investigar e descobrir o que realmente poderia ter acontecido.


Julian, após a tragédia que veio sobre sua família, seus dois meios-irmãos parte fada terem sido banidos, os pais morrerem, e ninguém responsável o bastante cuidar dele e de seus irmãos menores, exerce o papel de pai de família, fazendo o possível e o impossível para manter sua família unida.

É claro que esses dois, sendo parabatai, contam um com o outro para o que for, mas existem segredos que Julian esconde que pode colocar tudo em risco. E com o crescimento vem a paixão, o primeiro amor, e esses dois enfrentam os próprios sentimentos, com medo do que a Clave poderia fazer com eles.

No meio desse romance tenso, temos casos de assassinatos macabros. Alguém está tentando trazer alguém de volta à vida usando necromancia, o que é completamente proibido pela Clave. O pior é que começaram a matar o povo das fadas, e elas exigem saber quem é o responsável, e oferecem um acordo para os caçadores de sombras: Devolveriam algo que eles realmente queriam, se as ajudassem a encontrar o culpado e as deixassem cuidar de tal ser à sua moda.

O babado é, após a Guerra Maligna, as fadas foram isoladas de todos os caçadores de sombras e proibidas de interagir até com membros do submundo, devido à sua participação nos planos maquiavélicos de Sebastian. E então, será que Emma e Julian irão se arriscar? O que será que estará em jogo para cometer uma loucura dessas? E se essas mortes estiverem ligadas às mortes dos pais de Emma?

Bom, o que posso dizer é que VOCÊS DEVEM LER ESSE LIVRO! A escrita da Cassandra está cada vez melhor, meu povo! Como essa mulher consegue prender você desde a primeira linha, eu não sei, mas sei que vale muito a pena.

Neste livro você encontrará personagens muito queridos e poderá matar a saudade deles. Você também se encontrará suspirando, gargalhando, morrendo de amores pelo Julian (ai meu Deus!!!), amando a família Blackthorn, e também ficará chocado e com muita raiva de alguns personagens. Além de personagens novo, claro.

O que eu adorei demais nessa história é o fato de mostrar mais do laço parabatai. Jace e Alec eram bem unidos, e podíamos ver isso, mas Will e Jem foram um exemplo melhor do que significava ser um parabatai. Agora, Emma e Juliam? Caramba, é difícil explicar. Eles tem o vínculo parabatai nas veias mesmo. É incrível. E sim, rola algo a mais que complica a história, mas acho que a autora nunca demonstrou mesmo como funcionava esse vínculo, mas agora sabemos!

Eu amei. Adorei os novos personagens, o desenvolvimento da história, as bombas que a Tia Clare insiste em jogar na sua cara a cada final! Amei mesmo! O que não foi legal foi a revisão da editora: comendo palavras, deixando palavras a mais que deixavam a sentença sem sentido, enfim... errinhos que te deixam meio maluco, mas ok.

Espero que vocês se apaixonem por mais esse capítulo na história dos caçadores de sombras. Não achava que a Clare conseguiria construir outro personagem que se igualasse ao nível de amor que eu tenho por Jem, Tessa, Will e Jace, mas ela conseguiu. Julian é sensacional!

E se você ainda não conhece esse universo maravilhoso da Tia Clare, ou tem preconceito, ou sei lá... desapegue disso, amigo, e dê uma chance. Esses personagens irão conquistar seu coraçãozinho, tenho certeza!

“Por que todos esses quadros com você? Porque sou um artista, Emma. 
Essas pinturas são meu coração. E, se meu coração fosse uma tela,
cada centímetro dela retrataria você.”


Playlist

1) Fly, Phillip Phillips (Julian) 


2) Unpack Your Heart, Phillip Phillips (Emma e Julian)


3) Trigger, Phillip Phillips (Julian e Mark)


4) Midnight Sun, Phillip Phillips (Resumo de Dama da Meia-Noite)