terça-feira, 16 de junho de 2015

Resenha #94 Trilogia Love Me With Lies

Trilogia: Love Me With Lies
Autor: Tarryn Fisher
Gênero: New Adult / Adulto
Classificação Geral: 5 estrelas

Antes de tudo, quero avisar que essa foi uma história completamente emocionante, e esta será uma resenha diferente. Vou falar dos três livros de uma vez só, pois é muito difícil falar de cada livro separadamente.

Tarryn Fisher construiu uma obra tão cheia de detalhes e cheia de fortes emoções... os mínimos detalhes conectam os três livros de uma forma muito original. Tenho certeza que a história de Caleb e Olivia irá conquistar seu coração... e parti-lo também. Tudo valerá a pena no final.

Aconselho você, querido leitor, a apertar o play e aproveitar a viagem...

“O amor é uma ferramenta dada por Deus [...].
Ele coloca coisas que estavam soltas no seu devido lugar,
e limpa todos os pedaços quebrados que você não precisa mais.”




Livro 1 – The Opportunist
Classificação: 5 estrelas
Adicione: Skoob / Goodreads
Adquira na Amazon

Sinopse: Olivia Kaspen acaba de descobrir que seu ex-namorado, Caleb Drake, perdeu a memória. Com uma reputação já bem abominável por se aproveitar de situações, Olivia precisa decidir o quão longe ela deseja ir para ter Caleb de volta. Lutando para manter sua verdadeira identidade e seu passado sórdido escondidos, o maior obstáculo de Olivia é a nova namorada malvada de Caleb: Leah Smith. É uma corrida até a linha de chegada enquanto estas duas víboras entram em uma guerra para possuir um homem que já não se lembra mais delas. Mais cedo ou mais tarde, Olivia deve encarar as conseqüências de suas mentiras, e descobrir, no processo, que, às vezes, o amor não alcança a redenção.


“Acredito que, depois que você entrega seu coração pela primeira vez, 
você nunca o consegue de volta. O resto da sua vida é apenas você 
fingindo que ainda tem um coração.”

No primeiro livro, conhecemos Olivia Kaspen, uma jovem que levava sua vida muito a sério e não tinha tempo para bobagens do tipo “correr atrás de garotos”. Ela também morria de medo de baixar sua guarda e permitir que alguém a machucasse... ela já tinha sofrido o bastante em sua vida.

“Eu sou Olivia Kaspen, e se amo alguma coisa, eu a arranco da minha vida.”

Era nisso que ela baseava sua vida... até encontrar Caleb.

“Caleb foi um furacão que passou pela minha vida, 
acordando coisas em mim que nunca soube que estavam lá. 
Ele é um anseio que eu nunca irei saciar.”

Caleb era o cara super popular da faculdade, que tinha uma reputação de galinha, mas que por trás disso era um cara mais do que legal. Ele era tudo o que Olivia vinha tentando evitar e não poderia ficar longe. Ele era o cara que iria lutar com todas as forças para destruir as muralhas que nossa mocinha tinha construído à sua volta.

Narrado entre o passado e o presente, por Olivia, este primeiro livro conta como Olivia e Caleb se conheceram, se apaixonaram... e se destruíram. Acontece que Olivia não é uma mocinha tão boa assim. Ela é uma oportunista e não mede esforços para conseguir o que quer; para isso, ela usa de mentiras e mais mentiras, e acaba destruindo tudo o que ama.

O livro começa com o encontro inesperado de Olivia com Caleb. A única coisa que ela não esperava era ele ter perdido a memória. Ela lembrava todos os dias de suas últimas palavras há três anos: “Você nunca mais vai me ver. Eu vou aprender a amar alguém, mas você vai conviver com isso pelo resto da sua vida”. Sim, ele a odiava, e com toda razão. Isso era o que ela acreditava com todo o seu coração. Então, quando ela encontra Caleb e ele diz que perdeu sua memória, embora os médicos digam que ele irá recuperá-la, mas sem saber quando, Olivia se aproveita da oportunidade de poder ter Caleb em sua vida mais uma vez.

Tudo estava indo às mil maravilhas, até Leah aparecer. Leah é atual namorada de Caleb e fará de tudo para que ele não escape de sua vida, até mesmo subornar Olivia. 

E então... passemos para o segundo livro para evitar spoilers.

Livro 2 – Dirty Red
Classificação: 4 estrelas

Aqui a história é narrada por ninguém menos que Lea Smith. Sim, a namorada atual de Caleb. Novamente narrado entre passado e presente, ela narra sua vida com Caleb antes e depois de Olivia ter reaparecido e estragado sua festa... quase levando seu homem embora.

Neste livro, Caleb descobre o quão podre é a alma de Leah, e os dois lutam para continuar em uma relação que não tem muito futuro, já que o fantasma do passado de Caleb com Olivia parece não deixá-los viver em paz.




“Eu fiz muitas coisas para manter esse homem. 
Eu menti e traí; fui sexy e submissa, feroz e vulnerável. 
Fui tudo, menos eu mesma.”

Leah Smith me fez odiá-la desde o princípio. Olivia não é nenhum anjinho, mas essa é o diabo em pessoa. CARAMBA! O que o Caleb pode ver nela? Enfim, você tem muitas respostas neste livro.
 
“Ele é um ladrão. Ele roubou minha vida, roubou a dela.
Merda, por que estou pensando na vida dela?”

Então, após muitas pisadas na bola de Leah ... passemos para o terceiro livro.

Livro 3 – Thief
Classificação: 5 estrelas

“Ela é a única mulher que eu enxergo.”

Neste último livro, vemos a história sendo narrada pelos olhos de Caleb. Digamos que Caleb não é uma vítima como achávamos durante os outros livros. No fim do segundo livro recebemos outra bomba de proporções gigantescas, e seu mundo acaba... ou não, ele melhora um pouquinho. 







“Ela tem o tipo de amor que pode manchar sua alma, 
fazer você implorar para não ter uma, 
apenas para escapar do feitiço que ela lançou sobre você. 
Eu tentei me libertar dela muitas vezes, mas sem sucesso. 
Eu tenho mais dela em minhas veias do que sangue.”

Caleb narra a continuação desta história destruidora e fadada ao fracasso com Olivia. O fato é que ele nunca deixou de amá-la, e assim como ela, usou de mentiras e se aproveitou de muitas situações para ficar com ela. Ele feriu muitas pessoas que amava, ou que tentou amar, e está disposto a tudo... MAS TUDO MESMO... para ter Olivia de volta em seus braços. Será que ele consegue?

“Pessoas partidas oferecem amor partido. E todos nós somos um pouco partidos. 
Você deve apenas perdoar e costurar as feridas que o amor faz, e continuar.”


Bem, Tarryn é um gênio. Ela criou uma obra que passa do gênero New Adult para o Adulto. Entre os três livros, vemos dez anos se passarem. Sim, DEZ ANOS! Eles vão de jovens apaixonados em uma universidade, a pessoas com família e carreiras de sucesso. Além disso, ela construiu um triângulo amoroso perfeito e quase impossível de se destruir... QUASE! E o fato de ela ter colocado cada indivíduo desse triângulo para narrar um livro foi genial, brilhante... FANTÁSTICO! E tem mais... este não é apenas um romance; mistérios e mais mistérios se resolvem nesta obra, fazendo com que ela seja um perfeito quebra-cabeça.

Leia, você irá se surpreender com os detalhes que tornam esta história intrigante. Foi a primeira vez que eu li um livro atrás do outro. Sério, eu emendei as leituras. Não conseguiria dormir direito sem saber o que ia acontecer. É exatamente isso que Tarryn faz, te torna um cego em meio a um tiroteio, sem saber o que o futuro guarda para cada personagem.

“Eu cheguei a conclusão de que não existem regras fixas nesta vida. 
Você faz o que precisa ser feito para sobreviver. 
Se isso significa fugir do amor de sua vida para preservar sua sanidade, 
você o faz. Se significa partir o coração de alguém para que o seu não se parta, faça. 
A vida é complicada – muito complicada para que existam absolutos. 
Todos somos partidos. Pegue uma pessoa, dê uma sacudida, e você poderá ouvir 
o som de seus pedaços quebrados. Pedaços que nossos pais quebraram, 
ou nossas mães, ou nossos amigos, estranhos, ou nossos amores.”

E esta trilogia inspirou uma playlist. Espero que vocês gostem.