quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Resenha #64 Um Amor de Cinema

Título: Um Amor de Cinema
Autor: Victoria Van Tiem
Editora: Verus
Classificação: 3 estrelas
Sinopse: “Neste irresistível romance, Kenzi Shaw, uma designer fanática por filmes, é lançada nas águas turbulentas do amor — ao estilo de Hollywood — quando seu lindo ex-namorado lhe propõe uma série de desafios relacionados a comédias românticas para reconquistar seu coração. Que garota não gostaria de vivenciar a cena das compras de Uma linda mulher? É o desafio número dois da lista. Ou tentar fazer os passos de dança de Dirty dancing? É o número cinco. Uma lista, dez momentos românticos de filmes e várias aventuras depois, Kenzi se pergunta: ela deve se casar com o homem que sua família adora ou arriscar tudo por um amor de cinema?”


Esse livro causou um burburinho por aí, vi muita gente comentando e a editora fez um marketing interessante, eu curiosa como sou corri para ler. Bom, eu juro que pensava que esse livro era uma coisa e acabou sendo outra rsrs

Vou ser bem sincera com vocês nessa resenha e segurar os spoilers. ;)

Vamos ao livro!



Um amor de cinema veio com uma premissa muito boa, eu adoro comédia romântica e um livro que te traz a proposta de um homem que desafia uma mulher a recriar cenas clássicas dos principais filmes desse gênero é pra conquistar qualquer um correto?

É... não.
Mais ou menos na verdade.

Temos nossa personagem principal, Kenzi Shaw, que acabou de ficar noiva de um cara perfeito que a família adora e blá blá blá, até que um belo dia ela reencontra um ex-namorado da época de faculdade que a abandonou, traiu e basicamente a fez sofrer rios... Mas o cara volta disposto a contratar a empresa onde ela trabalha para fazer todo o projeto de marketing de seu novo restaurante e claro, reconquistar a mocinha!
Daí que surge a ideia de reproduzir as cenas dos filmes porque o restaurante terá um cinema e todo o seu conceito gira entorno do romantismo das comédias românticas.

Legal né? Eu adoraria visitar um restaurante assim. Só que é claro, nem tudo são flores!

Nossa mocinha enfrenta problemas com sua mãe, cunhada, irmão, a família toda na verdade, mas enquanto lia a visão dela de tudo o que estava acontecendo eu me perguntava se realmente tinha motivo para tanto drama. Ela basicamente se sente indesejada pela própria família, deixada de escanteio e não merecedora de estar ali. É bem trágico galera, e eu me decepcionei com esse lado porque a Kenzi basicamente sente pena de si própria em mais da metade do livro. É chato! 



Porém, todavia, entretanto... minha decepção não parou por aí.

Acontecem outros eventos que levam a mais drama, confusão e gritaria. Em certa parte é até engraçado todo o drama, mas me incomodaram demais as soluções que a autora definiu, todas são muito previsíveis. Nas primeiras páginas eu já estava apostando que um determinado fato quenãovoucontarpormotivosdespoiler iria acontecer, o livro caiu no meu conceito aí. É fácil pegar as soluções mais 'fáceis' para resolver uma situação tensa, ninguém sai tão magoado porque você está basicamente dando o troco... é fácil demais e os conflitos... tsc tsc tsc.

Fora esses detalhes que muito me desagradaram -hehehe-, o livro ganha 3 estrelinhas, não 2,5 porque a edição é super fofa, o final também é muito fofo e digno de um filme. É impossível não rir em algumas partes e não se emocionar com as cenas dos filmes que os personagens revivem. É fofo e previsível como uma comédia romântica - todos sabem com quem a mocinha vai ficar no final logo na primeira cena ;)

Espero que vocês tenham gostado e em breve eu volto!

Xoxo