sexta-feira, 24 de março de 2017

Resenha #185 Era Uma Vez no Outono (As Quatro Estações do Amor #2)

Título: Era Uma Vez no Outono
Série: As Quatro Estações do Amor
Ordem: 2
Autor: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de época, romance histórico, romance
Páginas: 288
Ano: 2016
Classificação: 4 estrelas

Sinopse: A jovem e obstinada Lillian Bowman sai dos Estados Unidos em busca de um marido da aristocracia londrina. Contudo nenhum homem parece capaz de fazê-la perder a cabeça. Exceto, talvez, Marcus Marsden, o arrogante lorde Westcliff, que ela despreza mais do que a qualquer outra pessoa.

Marcus é o típico britânico reservado e controlado. Mas algo na audaciosa Lillian faz com que ele saia de si. Os dois simplesmente não conseguem parar de brigar.

Então, numa tarde de outono, um encontro inesperado faz Lillian perceber que, sob a fachada de austeridade, há o homem apaixonado com que sempre sonhou. Mas será que um conde vai desafiar as convenções sociais a ponto de propor casamento a uma moça tão inapropriada?


Hey galera, o livro do mês do Desafio das GeLs está acompanhando a estação do ano \o/ Juro que não foi planejado, mas bem conveniente não? rsrs



Era Uma Vez no Outono é o segundo livro da série As Quatro Estações do Amor, e conta a história de Lillian Bowman, a mais velha das irmãs americanas e muito ricas Bowmans. Como a segunda mais velha entre o quarteto das Wallflowers (Flores Secas como a tradução adaptou) é a sua vez de conquistar um marido, mas não um qualquer, um aristocrata!



O livro começa com uma grande viagem para a propriedade de Marcus, o conde de Westcliff, que está dando uma grande festa em sua mansão no campo. É o local perfeito para Lillian e as Wallflowers botarem em prática seus planos e casarem mais uma delas com sucesso!

Desde o livro passado vemos uma tensão entre Marcus e Lillian e agora com o convívio diário ela explode!!! Logo nas primeiras páginas nosso casal faz as páginas esquentarem e deixa o leitor ansioso para o que vai vir pela frente. Eles brigam como cão e gato, a Lillian tem o dom de abalar a frieza e sobriedade de Marcus, com ela o conde se torna um homem sem controle e isso é adorável!

“Era como se houvesse algo no ar entre o casal, uma conexão impalpável mas intensa, que nada seria capaz de cortar.”

Esse é um livro com final feliz, isso é fato. A graça está em acompanhar os passo até esse final feliz, como eles vão se apaixonando, se envolvendo e enfrentando as dificuldades e inseguranças para ficarem junto. Se você é um fã de romance de época não pode perder essa série!

Sobre a edição... Eu já li toda a série há alguns anos atrás e tenho algumas ressalvas sobre essa edição. Primeiro, encontrei vários erros de revisão, algo que não é comum nos livros da Arqueiro, concordância, falta de palavras... decepcionante. Outra coisa que não gostei foi a tradução de Wallflowers para Flores Secas. Wallflowers no contexto da história são os arranjos que ficam nos salões de baile enfeitando, que ficam no canto obviamente, elas também eram deixadas de lado como se fossem enfeites e por isso adotaram esse nome. Flores Secas pode até lembrar abandono, mas lembram mais coisas velhas e feias, o que essas meninas não são.

Apesar dessas ressalvas eu continuo indicando esse livro, essa série é a minha favorita da Lisa Kleypas e todos precisam lê-la rsrs. Se você é fã de romance de época... leia! Se você não é e quer começar nesse mundo... leia!

Espero que vocês tenham gostado e não deixem de comentar com a sua opinião! Até breve!!!

“Não há nada mais bonito no mundo do que o seu sorriso... nenhum som mais doce do que o da sua risada... nenhum prazer maior do que tê-la em meus braços.”


Leia a resenha do primeiro livro Segredos de Uma Noite de Verão