sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Resenha #126 Um Mais Um

Título: Um Mais Um
Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Ano: 2015
Páginas: 320
Classificação: 5 estrelas
Sinopse: Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou. Fazendo faxinas de manhã e trabalhando como garçonete em um pub à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos. Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno prodígio da matemática, tem outro
problema: ela acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá?
Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de veraneio por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à primeira vista. Mas quando Ed fica bêbado no pub em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em
casa, em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã — que insiste em que ele vá visitar o pai doente —, Ed oferece uma carona a Jess, os filhos e o enorme cão da família até a cidade onde acontecerá o torneio.
Começa então uma viagem repleta de enjoos, comida ruim e engarrafamentos. A situação perfeita para o início de uma história de amor entre uma mãe solteira falida e um geek milionário. 


Hey pessoal, hoje vou falar sobre o primeiro livro que li da Jojo Moyes. Sim, podem ficar chocados, mas até Um mais Um eu não tinha lido nada da autora apesar de ter seu título mais famoso na minha estante.

Mas vamos às minhas impressões sobre Um mais Um.

Eu lembro de ter visto esse livro na livraria e a capa logo me atraiu, quando li a sinopse eu soube na hora que precisava comprar e ler. O engraçado é que o livro ficou um tempinho parado na minha estante, até que senti como se ele estivesse “me chamando” rsrsrs, na mesma hora tirei da estante e comecei a ler.



Em Um mais Um nós somos apresentados a Ed, um homem que trabalha desenvolvendo softwares, muito rico e sem grandes preocupações... até enfrentar uma acusação que pode acabar com a sua carreira. No extremo oposto nós conhecemos Jess, uma mãe solteira que luta a cada mês para manter o lar de seus filhos... mesmo sendo tão jovem ela é sem dúvida uma otimista e é o que ensina para seus filhos, mesmo que não funcione na maioria das vezes.

“Primeira regra do Clube Geek. Não existe Clube Geek”

Um acaso do destino une esses dois mais a filha prodígio da Jess, seu filho adolescente e o cachorro da família em uma viagem até a Escócia para participar de um concurso de matemática. É uma verdadeira aventura cheia de complicações, situações cômicas e algumas lágrimas.

Eu amei esse livro, acho que comecei com o pé direito com a Jojo. Gostei do estilo de escrita, da forma como ela passeia entre as visões dos personagens que além da Jess e do Ed, temos a visão dos filhos da Jess - Tanzie e Nicky. A Jojo conseguiu descrever a visão e a personalidade de cada um muito bem, as excentricidades da Tanzie, os gostos e revoltas do Nicky além dos problemas pessoais e bem sérios dos adultos. Parabéns Jojo.

“As escolhas que você fizer agora vão determinar o resto da sua vida.”

Como disse o livro tem muitas cenas cômicas, eu me peguei chorando de rir em diversos momentos, mas nem tudo são flores e as complicações aparecem... a verdade é que a Jojo soube lidar com diversos assuntos delicados com cuidado que confesso, me levaram as lágrimas.

“- Estou com medo, Ed.
- Com medo? De quê?
- Estou com medo de que não queiram mais voltar.”

Sobre a edição nem tenho muito o que falar, a Intrínseca como sempre arrasando, livro com folhas amarelas que os leitores amam, uma fonte ótima... só teve um probleminha de revisão que aos meus olhos passaram despercebidos, mas não aos da Michelli (por um acaso acabamos fazendo um buddy read) que me chamou atenção a uma troca de palavras numa informação importante para a caracterização do personagem Nicky. Fora isso não tenho do que reclamar.

Eu amei Um mais Um e eu tenho certeza de que vou reler em algum momento. Fica aqui a minha indicação, leiam que é certeza de amar!

“Acho que, de certa forma, meu lugar é com eles.”


Até breve.
xoxo